Arte: Daniel Lineke

 

A Escola do Poder Judiciário de Roraima (Ejurr) abriu inscrições nesta segunda-feira (18) para o curso Introdutório de Formação em Audiodescrição (AD\),  que será realizado na modalidade EaD, com aulas síncronas, pela plataforma do Google Meet. O público-alvo da ação são magistrados, magistradas, servidores e servidoras do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima (TJRR).


O curso ofertado tem como objetivo qualificar os cursistas para acessibilizar o conteúdo das ações do TJRR e da Ejurr para pessoas com deficiência visual, pois a audiodescrição, um recurso efetivo de acessibilidade comunicacional, inclusive, com previsão legal, viabiliza a participação social, permitindo que cidadãos historicamente invisibilizados produzam e consumam sob a perspectiva da inclusão.


As inscrições podem ser realizadas até dia 28 de abril, pelo endereço eletrônico ejurr.tjrr.jus.br. O curso começa no período de 2 a 23 de maio, com carga horária de 30 horas / aulas.


A Escola do Poder Judiciário de Roraima (Ejurr) foi considerada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) a primeira Escola Judicial do Brasil a implementar a acessibilidade comunicacional nas cursos e eventos promovidos, destacando-se por disponibilizar  três acessibilidades em Audiodescrição:  Língua Brasileira de Sinais (Libras) e Legenda.



Sobre audiodescrição


De acordo com a Fundação Dorina Nowill para Cegos, a audiodescrição é um recurso direcionado ao público com deficiência visual, onde se traduz imagens em palavras, permitindo que pessoas cegas ou com baixa visão possam compreender os conteúdos audiovisuais ou imagens estáticas, como filmes, fotografias, peças de teatro e entre outros, permitindo um acesso mais amplo nas descrições de diversas maneiras.


Para mais informações acesse o edital disponível na íntegra