Foto: Divulgação/Ejurr



Nessa terça-feira (8) a Escola do Poder Judiciário de Roraima (Ejurr) iniciou a abertura do ano letivo com a palestra virtual da Ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), com o tema “O atual papel do Poder Judiciário para a afirmação dos Direitos Humanos”. A abertura contou com a presença do presidente do Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR), o desembargador Cristóvão Suter, e da diretora da Ejurr, a desembargadora Elaine Bianchi.

 

Durante a abertura o presidente do TJRR destacou a felicidade de iniciar o ano letivo na Ejurr e o trabalho da escola é essencial para formação e o aperfeiçoamento dos magistrados e magistradas, servidores e servidoras do Tribunal.

 

Hoje é muito importante, porque temos como palestrante a eminente Ministra Cármen Lúcia, que trará luzes sobre um tema tão importante relacionado a atuação do Poder Judiciário na afirmação dos direitos humanos e tenho certeza que será um ano muito proveitoso e futuro, coloco sempre o TJRR a disposição da Ejurr naquilo em que possa ser realizado”, reforçou.

 

Logo em seguida, a palavra passou para a diretora da Ejurr, que também afirmou estar muito contente com a abertura do ano, como também, relembrou de sua gestão na presidência do TJRR e como a Ministra foi fundamental na desenvoltura dos demais Tribunais de Justiças dos Estados.

 

Ela fazia questão de reunir os presidentes dos Tribunais de Justiça mensalmente no seu gabinete no STF para nos ouvir. A ministra Cármen Lúcia deu voz às Justiças estaduais. Sendo estas superlotadas de processos, ela nos ouvia mensalmente e proporcionava, com iniciativas, que cada presidente pudesse ter um socorro dos demais presidentes”, relembrou.

 

A solenidade foi transmitida ao vivo pelo canal da Ejurr no YouTube, com participação de intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras), para incluir o público com deficiência auditiva.